Surfar após uma gravidez

Surfo desde os 12 anos, o Daniel também surfa desde pequeno, a Diana este verão já surfou a primeira onda, o Afonso assim que o tempo o permitir vai por os pés na água… Esta é a nossa vida. Queremos transmitir aos nossos filhos este desporto incrível em constante contacto com a natureza – o surf.

Sempre adorei a sensação de estar no mar, a força das ondas, o poder e imprevisão da natureza. Já participei em campeonatos e tentei evoluir a minha técnica, mas nada melhor do que poder estar simplesmente a aproveitar aquele momento sem me preocupar com nada.

Mas afinal, como é voltar a surfar após uma gravidez?

Quando engravidei da Diana surfei até aos 3 meses. Do Afonso, como já estava mais confiante, surfei até aos 4 meses e pouco. Claro que não ter feito barriga nesses primeiros meses ajudou, quando a barriga se começou a salientar foi quando parei.

Depois veio o período de pausa… Em que não podia surfar, apenas ficava a ver o Daniel e a desejar lá estar. Com a Diana, 2 meses após o parto já eu estava a surfar, como se nada tivesse acontecido. Senti-me mesmo feliz, hesitante ao início, mas tudo correu como se nunca tivesse parado.

Do Afonso foi mais complicado, uma vez que não tinha quem pudesse ficar com os meus dois bebés que dão trabalho juntos, estava mais exausta e com mais peso do que da primeira gravidez.

Mas quando voltei foi uma sensação incrível, ainda melhor do que a primeira vez, talvez porque também foi aqui ao lado de casa, em Sesimbra, só eu e o Daniel.

No entanto estava bem mais lenta e cansei-me logo, mas não interessa, fiquei contente por voltar ao sítio que me faz mais feliz.

 

E tu, já experimentaste surfar?

 

2 Comments

  1. Catarina Sofia
    27 de Dezembro, 2018 / 9:26 pm

    É sempre um recomeço atribulado na volta ao surf , são muitos meses de pausa ainda mais com amamentação , poucas horas de sono e mais uns quilinhos! Mas sei tão bem o quanto é bom regressar ao mar e sentir que somos nós de novo ! Espero que voltemos a surfar em breve , já tenho saudades de partilharmos umas ondas 😉

    • Ana Almeida
      30 de Dezembro, 2018 / 12:39 pm

      Desejosa que chegue esse momento <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *